Nunca é um adeus...





Essa semana ele se foi. Partiu, apesar de todo o amor que lhe dediquei nos últimos meses. Mas já sabia que esse dia chegaria. Histórias torrídas como a nossa, não sobrevivem por muito tempo.

A cada dia, eu via você se indo um pouquinho mais. E sentia o frio de sua ausência se aproximando.

Foi um amor correspondido, eu sei. Mas às vezes incompreendido, confesso.  Reclamei demais. Mas reconheça, às vezes você exagerou. Lembra das inúmeras noites em que não pude dormir, quando num desassossego louco, me sentia totalmente envolvida por você? Quantas noites de insônia por culpa sua. Nem durante os dias você me dava trégua. Era sempre ali, marcando uma presença sufocante e irritante. Mas ainda assim, sinto sua falta! 

Mas o que me conforta, é a certeza de que você vai voltar. Afinal, cedo ou tarde, você sempre volta para mim, me devolvendo aquela alegria que só você sabe me dar.

Valeu Verão. Nos vemos em breve!