Espinha ereta, uma nova postura!



“Tudo é uma questão de manter,
a mente quieta,
a espinha ereta
e o coração tranquilo”

É tão desconcertante observar como algumas pessoas fazem do mal um hábito, que me mantenho fiel à frase acima, e a uso como uma espécie de mantra.

Sempre aceitei pacificamente e respeitosamente toda e qualquer diferença de opinião, até porque são naturais do comportamento humano, ampliam o foco, abrem a mente e determinam múltiplos pontos de vista sobre um mesmo tema.

Porém há uma diferença enorme quando a divergência não é o objetivo a ser alcançado, mas sim, os meios que cada um usa para chegar até ela. Por isso, não é preciso ter dois neurônios para saber que aquele que se comunica de forma clara, dá feedback, atua de acordo a seus discursos, não fala nas entrelinhas, é claro, e dá nome aos bois.

Já quem tem como objetivo a intriga, geralmente desconhece o fato de que uma discussão gerada por divergência de ideias, pode sim, ser produtiva, pois proporciona o crescimento dos envolvidos, enquanto que as discordâncias fundamentadas em imposição de opinião e maledicências, só geram conflitos pessoais, inimizades e prejuízos para todos.

Portanto faça um bem a si mesmo e deixe de sentir-se "obrigado a conviver" com esse tipo de pessoa e comportamento. Porque isso não acrescenta nada a nossa vida. E tão pouco essas pessoas são dignas de nosso carinho e respeito.


Pense nisso...