Arrepio:Evidência de que ainda há algo vivo em nós...

                                                            

Arrepio: Evidência de que ainda há algo vivo em nós. Experiência de energia fluindo. Prazer e leveza. O horizonte aberto, espaço para ação, lucidez e a criação de sentido. Energia que define felicidade ou sofrimento, não importa em qual experiência aconteça.

Portanto, ao tratarmos a oscilação emocional tão comum a todos nós como um simples objeto passivo, como poderemos cultivar autonomia de energia para aguentar todos os percalços?
A resposta é colocando nosso bem-estar em primeiro lugar, sempre! E para isso precisamos mirar positivamente para os cenários e configurações da vida. Respirar com tranquilidade. Cultivar a certeza de que não precisamos de nenhum comando extra para que nosso coração pulse sozinho, pois não necessitamos que nossa energia seja vinculada a qualquer outra pessoa, coisa e assim por diante.
Manter o brilho no olhar sem que necessitemos nenhuma visão especial para que isso aconteça. Deixar de lado a necessidade irritante e urgente de querer consertar e ressuscitar o que morre a cada dia pois, como bem diz Caetano "tudo é uma questão de manter, a espinha ereta, a mente quieta, e um coração tranquilo". Ou seja, é preciso desentortar o corpo, liberar a mente das condições que nos intoxicam e asfixiam e operar com coerência e leveza sob as condições existentes. 
O importante é reencontrar e reconhecer as delicias de se estar vivo. Porque nós somos vida. Nós somos energia.


Pense nisso....