Feito criança...


                                                             


Ágil, leve e límpida. Feito alma de criança. Mas nem sempre é assim. Nem sempre conseguimos manter essa mesma alegria, vigor e simplicidade. Às vezes tendemos a nos perder. Nos deixamos levar pelo rigor da lógica, fazemos jogos obsessivos com o vazio, e permanecemos no campo da representação defensiva. Aí fugimos da raia, fugimos do tempo e fugimos da vida.

Deixemos de nos preocupar em querer preencher nossos momentos de significados grandiosos, e muitas vezes inúteis. Bobagem! A vida é um longo e sutil aprendizado. Portanto relaxe, deixe-se levar pela delicadeza e simplicidade de sua criança, que com criatividade e otimismo desfruta do melhor que a vida oferece a cada momento.

Pense nisso...