Café Suspenso - A consciência e a urgência de cada um!

                                                                     
Finalmente a chuva apareceu, a temperatura amenizou, e senti vontade de sair para tomar um café.  Escolhi meu local preferido quando estou em São Paulo. A Livraria Saraiva. Não somente porque é de fácil acesso, e está dentro de um shopping, mas principalmente porque o lugar é gostoso, faz um bom café, é confortável, e além disso tudo, ainda disponibiliza aos seus clientes uma infinidade de livros e revistas. 

Sentei-me confortavelmente, e enquanto aguardava meu café, lembrei-me de uma linda cafeteria que frequentava, quando eu vivia em Cremona, na Itália. 
E como uma lembrança puxa outra, logo me veio a cabeça uma prática bem comum - ao menos naquele local -, mas que por aqui, infelizmente é pouco divulgada. 

Trata-se do Café Suspenso, você já ouviu falar? A ideia teve início em Nápoles, cidade situada ao sul da Itália, e a mais ou menos uns quinze anos atrás. S
urgiu da necessidade que algumas pessoas sentiam em ajudar os mais necessitados. Então, em comum acordo com os donos de alguns estabelecimentos, os clientes deixavam pago não só o que consumiam, mas também pagavam antecipadamente por cafés, lanches e pequenas refeições. Ou seja, pagavam aquilo que queriam ou podiam, como forma de saciar a fome de alguém que necessitasse. Por isso o nome “suspenso”, ou pago antecipadamente.

Uma linda iniciativa, sem dúvida. E, embora alguns pensem, ou digam que haverá quem se aproveite desse gesto de bondade – sim, é provável –, mesmo assim, prefiro pensar que essa prática pode ser mais uma boa oportunidade para exercitarmos a generosidade.

Quis compartilhar com vocês essa belíssima iniciativa que, creio eu, muitos desconhecem. E penso que causas de cunho social são sempre importantes e necessárias. E essa não é diferente. Procurei informações sobre essa prática aqui no Brasil, mas infelizmente encontrei pouca coisa. Existe uma página no Facebook, criada por bares e cafés de Franca, SP, com o objetivo de divulgar estabelecimentos que participam, e de encontrar mais difusores dessa ideia brilhante, simples e solidária.

O café suspenso é só uma, entre tantas outras iniciativas que podemos abraçar. Basta nos propormos a colaborar. E isso não envolve nenhum sacrifício. Tão pouco altera nossa rotina ou gera qualquer tipo de prejuízo financeiro. Ao contrário. O espírito de solidariedade, e a ajuda aos mais desfavorecidos gera um bem estar tremendo.

Pense nisso...